Como tornar sua aula mais interessante e ter alunos interessados e participativos – Professor Ideal:Dicas pedagógicas inovadoras

Como tornar sua aula mais interessante e ter alunos interessados e participativos

Como tornar sua aula mais interessante e ter alunos interessados e participativos

Alunos desinteressados são fáceis de serem encontrados, infelizmente. E muitas vezes nós, professores, questionamos o nosso poder de motivar e inspirar nossos alunos. Todos nós esperamos, secretamente, que um tônico seja descoberto para eliminar o que incomoda esses alunos e para despertar o interesse para aprender o conteúdo da sua disciplina.

Se os alunos não estão prestando atenção, e suas mentes estão vagando, então eles estão absorvendo muito pouco, se alguma coisa, do conteúdo que você está dando. Portanto, ter alunos interessados e participativos pode mudar drasticamente a curva de aprendizagem e consequentemente a sua satisfação e valorização como professor.

Portanto, como cada aula é começada é extremamente importante. Se você não mostrar entusiasmo em falar sobre o seu conteúdo, obviamente os alunos não ficaram motivados em querer aprende-lo. Então, introduza um assunto ou tópico com bastante empolgação e brilhos nos olhos. Parece simples, mas depois de meses dando aula sem descanso, não é raro se sentir sem energia e, principalmente, sem brilho no olhar. Fique atento a isso!

Outra coisa importante é dar uma aula com dinâmicas diferentes, portanto, ter atividades em pares, momentos para os alunos irem para a lousa, momentos para fazer alguma atividade sozinhos e momentos para permitir que os alunos perguntem e dêem sua opinião. Tudo isso em um só aula.

E no VÍDEO abaixo tem mais exemplos práticos de como tornar a aula mais interessante. Aproveite e assista agora.

Se você quer conhecer mais técnicas para tornar suas aulas mais interessantes e focadas na Metodologia Ativa, CLIQUE no E-BOOK abaixo.

Confira os artigos abaixo para conhecer mais dicas:

Porque Engajar Alunos

Aprendizagem Ativa

Metacognição: como e porque usar mapa conceitual

Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *